Texto publicado originalmente em: https://lunetas.com.br/rotina/?fbclid=IwAR0Qcd_YWWqXybmP25K_smlDB8awNFqjLTjbCE-S1hUWcbOM5SOAUv4QD6I

Você já parou para analisar como o ciclo da natureza, o nosso corpo e nosso ritmo organizam nosso dia a dia?

Segundo a psicóloga e psicanalista Carol Lopes, estamos diretamente relacionados ao nascer do sol, ao decorrer do dia e chegada da noite. “Todas estas situações nos organizam e nos colocam em movimento no mundo”, diz.

E os bebês, como é que se organizam? A psicanalista defende que o bebê é inserido neste mundo por meio da rotina.

Para ela, é possível delimitar uma rotina mesmo para bebês muito pequenos. “A sensação de previsibilidade acalma o bebê”, defende.

Carol Lopes argumenta que a rotina é importante tanto para criança tanto para o cuidador pois, quando a criança está inserida em uma rotina, ela se mostra mais calma, mais colaborativa e com mais vontade de aprender.

Por outro lado, o cuidador fica muito bem quando tem a rotina porque ele sabe o que esperar da criança em cada momento. O importante é manter o ritmo e a sequência de ações. “A rotina está diretamente ligada a segurança, a estrutura”, reitera.

Você pode encontrar o vídeo completo, sobre a importância da rotina, com a psicanalista Carol Lopes em https://lunetas.com.br/rotina/?fbclid=IwAR0Qcd_YWWqXybmP25K_smlDB8awNFqjLTjbCE-S1hUWcbOM5SOAUv4QD6I