Uma brincadeira simples de tudo, mas também muito divertida. Você nem precisa comprar material nem nada, dá pra aproveitar o plástico-bolha de qualquer embalagem que estiver dando sopa por aí. Basta fixá-lo no chão com fita adesiva e convidar a criança a explorá-lo.

O Rafa adorou a experiência sensorial. Começou com um certo receio, diante daquela textura desconhecida. Para incentivá-lo, nós logo pisamos no plástico-bolha e, então, ele se animou.

Primeiro timidamente, deu uma caminhada de um lado para o outro, curioso com o barulho produzido quando as bolhinhas de ar estouravam.

Mas logo ele ficou em quatro apoios para explorar o material com as mãozinhas também. Sentiu as bolhinhas com os dedos, fazendo força para estourá-las. E abria um sorriso sempre que conseguia.

O passo seguinte foi sentir o material com o corpo todo. Como? Rolando pra lá e para cá, mexendo braços e pernas, aproximando bem o rostinho das bolhas para observar: de onde vem esse barulho? Sou eu que estou fazendo isso?

Foi uma exploração sensorial completa, da cabeça aos pés. =)