Essa brincadeira pode ser classificada como um jogo teatral, pois envolve expressão corporal e improvisação. E não há nada mais espontâneo do que a expressão das crianças, não é mesmo? Preparado para surpresas e muitas risadas? Então, vamos lá!

As crianças podem se posicionar em roda, de modo que consigam ver umas às outras. Sorteie uma delas para começar. Ela terá de inventar uma careta e olhar para a criança à sua esquerda fazendo a tal careta. A criança ao lado, por sua vez, deve copiar a careta e se virar para o colega à sua esquerda, transformando a careta em uma nova. O processo se repete: a criança ao lado copia a careta que viu e a transforma em outra virando-se para a esquerda. E assim por diante. Quando termina? A brincadeira dura enquanto as crianças estiverem se divertindo. A cada nova careta, a risada correrá solta.

Outra possibilidade seria, junto da careta, propor que as crianças acrescentem um som, depois um movimento com o corpo etc. É só usar a criatividade e explorar o improviso das crianças. Ah! E prepare a máquina ou o celular para registrar as caretas, afinal as crianças ficarão fascinadas em rever tudo depois.